Vício em sexo: como identificar e como tratar

Sexo é bom e todo mundo gosta. O problema é quando isso passa da área do prazer para o vício. Afinal, nenhum vício é saudável e imagina em sexo então. Mas como identificar os sinais de que você tem vício em sexo?

Vício em sexo: como identificar e como tratar

Sexo é bom e todo mundo gosta. O problema é quando isso passa da área do prazer para o vício. Afinal, nenhum vício é saudável e imagina em sexo então. Mas como identificar os sinais de que você tem vício em sexo?

Em um vídeo para o SexlogTV, a Mayumi Sato entrevistou a séxologa Gislene Teixeira que explicou tudo sobre esse assunto e esclareceu dúvidas para a gente. Será que eu tenho vício em sexo? Será que estou assistindo à muita pornografia? Será que estou sendo dominada pelo sexo?

Como identificar que você tem vício em sexo

Gostar de sexo é uma coisa, ter vício em sexo é outra. Gostar é aquele ato comum, “quando dá”, quando rola e não fica cobrando ou louco por aquilo sempre.

O vício em sexo acaba interferindo em outras relações, comprometendo uma questão social, familiar, financeira, biológica, orgânica, física, e muito mais. “É como uma droga: começa fraquinha e você vai intensificando para ter aquele mesmo prazer que tinha no começo”, comenta a sexóloga Gislene.

O vício começa quando você passa a abusar de outros recursos para alcançar o prazer, e assim, você acaba perdendo algumas sensibilidades. Sendo assim, quanto menos você perder a sensibilidade, mais querer aquilo para voltar a sentir e chegar no ápice que você deseja.

A pessoa viciada precisa de muito mais satisfação sexual do que uma pessoa normal, e, se a pessoa é casada, o outro nem sempre consegue acompanhar o ritmo do parceiro. É aí que a pessoa acaba indo buscar uma parceira fora do relacionamento para satisfação. Já pensou?

Quais os tratamentos para vício em sexo

O vício em sexo tem uma prevalência de 70% em homens e 30% em mulheres. Não é porque você tem um ou outro sinal que você é um viciado. Isso só acontece se você compromete alguma coisa do seu dia a dia para essa satisfação. Por exemplo, você precisa se masturbar 3 vezes ao dia e você deixa de trabalhar para ir fazer isso. ISSO É VÍCIO.

“A parte mais difícil é a pessoa se conscientizar de que ela é viciada em sexo. O começo do tratamento e da terapia já começa aí”, comenta a séxologa Gislene Teixeira. Quer saber mais? Assista o vídeo completo no Sexlog TV:

Um comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *