Tipos de absorvente feminino: mitos e verdades sobre coletor menstrual

Menstruação. Ah, só de ouvir essa palavra já vem na cabeça cólica, mil dias usando absorvente, mau humor e TPM. Atualmente, no mercado existem diversos tipos de absorvente feminino, desde os mais diferentões e ecológicos até os mais comuns e tradicionais.

Tipos de absorvente feminino: mitos e verdades sobre coletor menstrual
Foto: Ile Machado

Menstruação. Ah, só de ouvir essa palavra já vem na cabeça cólica, mil dias usando absorvente, mau humor e TPM. Menstruação é algo natural, mas é um acontecimento que, muitas vezes, atrapalha o dia a dia das mulheres. Atualmente, no mercado existem diversos tipos de absorvente feminino, desde os mais diferentões e ecológicos, como o coletor menstrual, até os mais comuns e tradicionais.

O tipo de absorvente mais usado é aquele famoso absorvente descartável que usamos junto com a calcinha, podendo ser de diferentes materiais. Ele é prático, mas é um grande inimigo do meio ambiente e da nossa saúde íntima. Você já parou para pensar quanto tempo um absorvente demora para se decompor?

Bom, antes de responder essa pergunta, vamos lá: cada mulher menstrua de 4 a 6 dias, uma vez ao mês. As mulheres menstruam aproximadamente dos 11 anos aos 54 anos de idade. Já pensou a quantidade de absorvente que a gente usaria nesse meio tempo? Estima-se que cada mulher utilize 20 absorventes por ciclo, ou seja, 240 unidades por ano. São, pelo menos, 10.000 absorventes durante a vida.

Depois de usados, os absorventes são descartados e depositados nos lixões ou aterros sanitários. Em ambos os locais, o produto demora cerca de de 100 a 500 anos para se decompor, por conta dos materiais sintéticos e dos aditivos químicos usados na fabricação. A gente já vai ter batido as botas e os absorventes ainda estarão se decompondo. Que horror!

Por isso, existem algumas alternativas de tipos de absorventes femininos que são pensadas para a preservação do  meio ambiente e também na nossa saúde íntima, afinal, um plástico na vagina não deixa ela respirar e ainda ajuda na proliferação de bactérias e mau odor na região íntima. Os tipos mais conhecidos são o coletor menstrual, o absorvente interno, esponja absorvente, calcinhas absorventes e absorventes de tecido.

Sendo assim, hoje o Coletivo Cínicas vai tirar algumas dúvidas de mitos e verdades sobre coletor menstrual. Vem conferir:

De que material é feito? Causa alergias?

O coletor menstrual, para quem não sabe, é um copinho de silicone anatômico, hipoalérgico e antibacteriano. É um material hospitalar e pode ser usado por qualquer mulher, sendo uma solução mais indicada para aquelas que sofrem alergias na região íntima feminina com o uso de absorventes descartáveis. Ele é introduzido na vagina e pode ser usado por até 12 horas se o seu fluxo for normal, mas se for intenso é bom esvaziá-lo a cada 6 horas. Assim, não correrá o risco de vazamentos e infecções.

Mulher virgem pode usar?

Infelizmente, não. Como o coletor menstrual é introduzido no canal vaginal, existe o risco de rompimento do hímen durante a sua introdução ou retirada, podendo causar dores e sangramentos na região. É recomendado que apenas mulheres que já tiveram a primeira relação sexual usem esse método.

Existem vários tamanhos de coletor menstrual?

Sim! Afinal, cada corpo é cada corpo, né? Cada mulher tem uma vagina diferente, com um canal diferente. Para todo mundo se sentir confortável com o coletor menstrual, existem dois tamanhos para você testar e ver qual se adequa melhor. Dentre eles, estão o para mulheres que não engravidaram ainda (menor), e o modelo para mulheres que já passaram pela fase de gestação (maior).

A gente pode na academia e na piscina com ele?

Com o coletor menstrual, a mulher pode fazer as suas atividades do dia a dia tranquilamente sem medo, podendo até entrar na piscina e nadar. Porém, nos dias de alto fluxo, é mais recomendado praticar atividades com baixo impacto.

Podemos dobrar o copinho do coletor de várias formas?

Claro! Existem algumas dobras que podem te ajudar na hora de usar o coletor, sendo 9 tipos padrão e você pode testar e ver qual você se dá melhor. Confira aqui.

O coletor menstrual dura para sempre?

Não! Por mais ele seja um tipo de absorvente ecológico, é importante se atentar para trocar o copinho a cada 3 anos, mais ou menos. Vale sempre ficar de olho se o coletor menstrual está com alguma rachadura ou outro problema que possa interferir em sua desenvoltura.

Qual a melhor forma de higienizar coletor menstrual?

Muita gente acha que tem que higienizar o coletor menstrual com álcool e lencinhos umedecidos, mas não. O ideal mesmo é sempre higienizar com água fria e sabonete neutro, ajudando o material a resistir melhor e evitar que a vagina entre em contato com outras substâncias. Também é recomendado que a cada ciclo você limpe o coletor com água fervendo, além de sempre guardá-lo em um saquinho seco e arejado para evitar a proliferação de bactérias e fungos.

Gostou do post? Se quiser mais textos sobre dúvidas de outros tipos de absorvente feminino, comentem aqui! E continuem acompanhando o Coletivo Cínicas!

banner_728banner_728banner_728banner_728

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *