Thaís Mayume

Thaís Mayume

É formada em Comunicação Social com ênfase em Rádio e TV. Editora de vídeos em televisão aberta, sob o pseudônimo de Mayume Maldita já editou, produziu e dirigiu filmes pornográficos pela produtora Xplastic, sendo um deles premiado por melhor atuação LGBT com Mayanna Rodrigues em 2015 no prêmio Sexy Hot.
Organizou e produziu as exposições do festival PopPorn de 2012 a 2016. Acredita que a pornografia e o erotismo são meios de transformação social e empoderamento.

IG: @MayumeMaldita | Twitter: @MayumeMaldita

Veja os posts da Mayume:

Conto: O boto negro

Já passava das dez horas enquanto eu lutava contra a ressaca estirada na areia fina e clara de uma das praia de Alter do Chão. O sol lambia minha pele enquanto a brisa soprava sem parar causando uma estranha e prazerosa sensação de choque térmico naquela manhã paraense. Como se em uma miragem, em meio...Continue lendo

Conto: Coleção

Amanda deslizava desinteressada o dedo para a esquerda sistematicamente até que um barbudo lhe chamou atenção. Havia nela um medo em dar o grande X para o homem de sua vida e, talvez, ali estivesse ele. Binho, assim abreviadamente, se resumia em poucas linhas. Cansado de sua cidade de origem resolveu se aventurar na megalópole...Continue lendo

Fake news e a pornografia

Em 2016 a Califórnia foi às urnas para determinar se produções pornograficas filmadas no estado deveriam obrigar os atores a usar camisinha. A proposta, levada por Michael Weinstein, sugeria que toda a população se tornasse fiscal do conteúdo feito dentro do estado, além de sugerir que a pornografia feita sem uso de preservativo incentivava aos...Continue lendo

Guia básico para não vestir a fantasia de boy errado do carnaval

O verão está a toda, carnaval está chegando, planilhas com todos os blocos de carnaval das cidades começam a pipocar nas redes sociais. Falta pouco para que a folia faça as pessoas esquecerem dos grandes dilemas modernos e ouvirem repetidamente as músicas do verão. Não se sabe quem será o pai da música do verão...Continue lendo

O universo para além do umbigo

Na minha infância eu tinha um pequeno grupo de melhores amigas, esses grupos em que todas andam juntas e que em meados dos anos noventa sonhavam cada uma em ser uma Spice Girl, às vezes a mesma o que gerava um certo conflito. Elas eram as minhas meninas, mesmo quando nossas personalidades se transformavam em...Continue lendo

Indo com o vento

Você já encontrou uma mulher viajando sozinha? E se admirou da coragem e determinação que ela mostra? Chamou de corajosa? Talvez brincou que ela seja louca. Você nem imagina, mas cada passo dela foi calculado, cada rua escura ou carona conseguida teve nanosegundos de filmes passados na mente, a mochila deve conter uma faca, os...Continue lendo

Os tipos perfeitos para evitar nos apps

A maioria das mulheres já esteve em uma situação em que sua vulnerabilidade egóica foi utilizada contra ela. Explico, mesmo quem está dentro de padrões que a sociedade afirma ser o aceitável ou o bonito, titubeia perante o mar de exigências estéticas que a sociedade nos impõe. Mas é claro que fazer parte de determinados...Continue lendo

Por que as preliminares não são uma prévia do ato sexual

A internet é um mar de informações. A maioria sem fonte, mas cheias de certezas absolutas. Entre os temas, o sexo é a praia que mais dá onda. Usei as redes sociais para descobrir o que as pessoas pensam sobre preliminares, mais especificamente o que elas entendem por preliminares. Na Wikipédia (sim, ela mesma), achei...Continue lendo

Corações partidos e úteros elásticos

Se você levou um pé na bunda ou terminou um relacionamento recentemente, talvez ainda não tenha se dado conta, mas todo coração partido cria mecanismos de defesa para não entrar na fossa de vez. No início, parece uma boa forma de não ser membro vitalício da broken heart club band. Mas com o tempo, é...Continue lendo

Por que ainda romantizamos o orgasmo

Se você é uma mulher adulta, certamente já se questionou sobre o fato do orgasmo não ser exatamente tudo isso que pintam por aí. Vai dizer que nunca passou por isso: você acaba de gozar, mas não há nenhuma ligação entre você e o corpo ao lado, também ofegante. E então veio um sentimento de...Continue lendo
12Próxima Página »
banner_728banner_728banner_728banner_728