Serena Williams é eleita a mulher do ano; veja suas vitórias

Quem segue o Cínicas no Instagram (@coletivocinicas) já sabe que toda semana temos o quadro #MulheresDeDestaque, onde indicamos perfis de mulheres que de alguma forma fazem a diferença. A voz de hoje vai para Serena Williams, como mulher do ano!

Serena Williams é eleita a mulher do ano; veja vitórias que mostraram a sua força
Foto: Toby Melville/Reuters

Quem segue o Cínicas no Instagram (@coletivocinicas) já sabe que toda semana temos o quadro #MulheresDeDestaque, onde indicamos perfis de mulheres que de alguma forma fazem a diferença seja na internet, como no mundo real mesmo. Resolvemos expandir essa ideia para cá também e com destaque especial para Serena Williams, que foi eleita a mulher do ano pela revista GQ, dos Estados Unidos.

E pra você que não sabe quem é Serena Williams,  vamos lá: ela é a tenista considerada a segunda maior campeã da história de torneios Grand Slam e que no ano de 2018 superou diversas barreiras tanto no esporte, quanto em outros campos da vida, e claro, superou preconceitos e machismos.

O Cínicas separou alguns dos momentos que levaram Serena a ser a mulher do ano, confira!

1- É a segunda maior campeã dos torneios de Grand Slam

Nas quadras desde 1995, a tenista Serena Williams venceu 23 torneios Grand Slam, um dos mais importantes eventos de tênis do mundo. As vitórias garantem a ela o segundo lugar no ranking das maiores vencedoras da história das competições desse tipo no mundo. Ela fica apenas um prêmio atrás da primeira colocada da lista, a australiana estrela do tênis Margaret Smith Court.

2- A vencedora mais velha nos maiores torneios de tênis do mundo

Hoje, Serena está com 37 anos e ainda compete mundo afora. Para ela, não existe idade para o esporte e conseguiu quebrar este paradigma que reinava por décadas. Ela é a prova viva de que um corpo atleta não tem validade, sendo a campeã mais velha dos quatro principais torneios de Grand Slam do mundo.

3- Documentou seu difícil parto e inspirou mães

Em 2017, Serena deu a luz à sua filha, Olympia, em um parto cheio de dificuldades. A frequência de sua filha caiu durante o parto e ela precisou de uma cesária emergencial. Além disso, a tenista teve embolia pulmonar e passou as seguintes 6 semanas de cama. Com essa história inspiradora em vista, lançou juntamente com a HBO um documentário mostrando esses momentos de dificuldade e a sua recuperação na esporte após a fase.

4- Preconceito: licença-maternidade no esporte

Serena foi afastada do esporte devido a licença a maternidade e aos seus problemas de saúdes desenvolvidos no parto. Depois de alguns meses, a Wimbledon quase a puniu por ter perdido torneios importantes nesse período. Em contrapartida, o U.S. Open se posicionou opostamente a ação de punição e disse que nenhum, atleta seria punido pelo mesmo motivo.

5- Divisão da carreira e maternidade

Com a vida dupla de mãe e atleta, Serena compartilhou todos os seus momentos e angústias no período, como perder os primeiros passos da filha e não poder amamentar Olympia. Inspirou diversas mães que passam pela mesma vida dupla e o apoio que teve se deus seguidores foi fundamental para superar as crises de mãe de primeira viagem.

6- Estilo diferenciado no casamento real

Como se não bastasse ser uma mulher inspiradora em diversas vertentes, ela não deixou a desejar quando foi ao casamento real com um look e estilo diferenciado. Amiga de longa data de Meghan Markle, compareceu ao casamento com um vestido Valentino e, claro que não poderia faltar um toque de esporte no visual, um tênis! Afinal, a gente se veste como bem entende e se sente confortável, né?

7- Sua volta às quadras foi impactante e deu um tapa no machismo

Bom, sua volta às quadras foi um pouco turbulenta mas a tenista não deixou nada lhe abalar. Para o dia tão especial, ela escolheu um modelo produzido de macacão pela Nike em inspiração ao filme “Panteras Negras”, que é ícone no movimento negro. Houveram diversas críticas sobre a roupa e ela não deixou passar em branco: a tenista surgiu nas quadras com um belíssimo tutu, criação do estilista Virgil Abloh.

Serena tem diversas outras realizações e fatos que a fizeram ser a “mulher do ano”, e ela merece muito mais! Continue nos acompanhando aqui e nas redes sociais para ver mais #MulheresDeDestaque 🙂

banner_728banner_728banner_728banner_728

Um comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *