O corpo gordo não serve

O corpo gordo não serve

A sociedade diz que o corpo gordo não serve para as roupas da moda, para as capas de revista, nem para ser exibido.

Diz que o corpo gordo não pode ser livre para curtir o sol do verão e que não pode namorar.

A sociedade também afirma que ter corpo gordo é sinônimo de preguiça e feiúra, que só é digno de vergonha e precisa ser coberto com MUITO, mas MUITO tecido.

A sociedade impõe que o corpo gordo é doente, que é incapaz, impõe que estamos por fora do que se é desejado.

Toda essa cagação de regra resultou na minha baixo autoestima e na de milhares de mulheres ao redor do mundo por anos! Algumas de nós aprendemos a magia do amor próprio, mas infelizmente não a maioria. E mesmo pra nós que nos amamos, ainda temos dias ruins, dias em que pensamos “puta merda, será que não é melhor eu emagrecer?”.

Porque o amor próprio é difícil de ser conquistado quando se está fora da curva.

Então a única coisa que eu posso dizer (talvez pedir) é para que você se olhe com ternura, tente ver seu reflexo com o carinho mais puro que você puder. Você é a pessoa mais importante da sua vida, pense nisso. Ame cada curva do seu corpo, cada dobra, cada centímetro que compõe a pessoa ÚNICA E MARAVILHOSA que você é, porque a sociedade pode até dizer muita coisa, mas nem de longe ela está certa!


Rebeca Sturki
Mulher gorda, feminista e empoderada.
Vem, pega um café e vamos polemizar.
IG: @resturki – Twitter: @Resturki

 

Um comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *