Hábitos das mulheres: estamos perdendo tempo (e muito!)

Sabemos que ainda nos sentimos (nem todas, graças a Deus) obrigadas a realizar diversos rituais e hábitos sociais a mais do que os homens, ainda né mores? Até quando com esses hábitos das mulheres? Não sabemos, mas sabemos que está mudando. Bom, vamos lá!

habitos-das-mulheres

Sabemos que ainda nos sentimos (nem todas, graças a Deus) obrigadas a realizar diversos rituais e hábitos sociais a mais do que os homens, ainda né mores? Até quando com esses hábitos das mulheres? Não sabemos, mas sabemos que está mudando. Bom, vamos lá!

Hábitos da mulher que precisamos mudar


Mulheres, em média perdemos, “ou investimos”, 2h por semana com algum “ritual” de “beleza” no salão. Não vou nem entrar no mérito de quem faz outros tratamentos estéticos, ou mesmo de cuidados com o cabelo… Mas soma-se muitas horas/mês com hábitos das mulheres.

Perdemos tempo ao andar devagar na rua ou no metrô por estarmos de salto ou algum sapato lindo e desconfortável.

Perdemos tempo quando fazemos tarefas no lar vistas como imprescindíveis, como passar toalha de banho, roupa de cama e roupas que amassam pouco. Talvez a nossa geração já não passe mais essas coisas, ou nem passe quase nada mais, mas sabemos que é uma realidade (quero falar com todas as manas).

Perdemos muito tempo, aliás, fazendo tarefas domésticas sozinhas, sem compartilhar com nenhum “outro morador”. E tudo bem, pois socialmente essas tarefas são das mulheres, enquanto os homens trabalham. Oi?

Então, estamos perdendo tempo trabalhando, pois se a casa é responsabilidade da mulher, tiremos nossas conclusões. (Ironia)

Perdemos tempo na história lutando por conquistas de equidade de gênero, pois até hoje avançamos a passo de formiga (na verdade nessa parte estou exagerando como um bom texto feminista).

Perdemos tempo com filhos (no sentido de cuidar de uma parte que não deveria ser apenas da mulher), sendo responsáveis em sua maioria pela educação deles, incluindo lições escolares, idas a reuniões da escola, compra de materiais, etc.

Perdemos o tempo com os nossos próprios filhos, a quem trabalha cuidando dos filhos de outras pessoas. Visto que não deveríamos estar trabalhando, certo?

Perdemos tempo com hábitos das mulheres no Instagram vendo fotos e sentindo inveja e competindo mentalmente com outras mulheres, que fazem o mesmo. Somos irmãs, a competição foi algo criado na sociedade patriarcal.

Perdemos tempo estudando (mais que homens segundo pesquisas que não vou colocar a fonte pra não perder meu precioso tempo). Já que no mercado de trabalho, isso não vai significar ganhar mais. Você ainda tem uma grande chance de ganhar 30% a menos do que o seu colega que faz a mesma coisa.

Cadê a liderança feminina?

Perdemos tempo fazendo serviços “pesados” do lar, afinal a mulher não é tão forte assim.

Perdemos tempo dando socos mentais quando somos assediadas moral ou fisicamente. Só eu me imagino dando um soco bem dado na fuça de quem fica me encarando?

E por fim, (do texto, mas não da lista infinita) perdemos tempo lendo esse texto, pois ele deveria ser desnecessário, não é mesmo?

Sigamos juntas, sem perdas de tempo, afinal. A vida é muita curta quando tem muita transformação a fazer!

Por isso, é de extrema importância lutarmos pela liderança feminina nas empresas, pelo empreendedorismo feminino, pela equidade de gênero. Não deixe que o mundo te sufoque. Vá atrás do seu (e dos nossos) direitos!


Coach Natália FolcoNatália Folco

Coach de Liderança Feminina e Especialista em desenvolvimento de Empreendedor@s. Certificação Internacional em Coaching e Mentoring método ISOR®, pelo Instituto Holos. Certificação na Metodologia QEMP para consultoria, coaching e mentoria em Empreendedorismo e Intraempreendedorismo.

banner_728banner_728banner_728banner_728

Um comentário

  1. Excelente o texto! Parabéns!
    Outro dia fiz um teste pessoal, para saber quanto tempo eu gastava na semana, fazendo os simples serviços domésticos (por exemplo: lavar a louça, colocar roupa para lavar, colocar no varal, recolher, dobrar), ou seja, coisas que acredito que muita gente faz, isso sem contar que não tenho filhos.
    A soma desse 10 minutinhos faço isso, 15 minutinhos faço aquilo, somou 9:29:57 na semana.
    Ou seja eu gasto mais que uma diária para fazer simples serviços domésticos, isso porque eu também tenho faxineira. Então são 5 dias na semana que exerço minha profissão remunerada, mais um dia exercendo um trabalho não remunerado, pois se eu tivesse uma funcionária, ela estaria recebendo por essa diária.
    Volto a ressaltar, muito bom o texto. Parabéns.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *