Minha primeira experiência com o coletor menstrual!!

experienciacomcoletor

Sempre ouvi falar do Coletor Menstrual como uma descoberta maravilhosa para a vida! Adiei um tempão, por comodismo mesmo, trazê-lo para a minha! E amiga, preciso te confessar que assim que ele chegou aqui em casa, pensei: esse treco não vai entrar messssmo! Encomendei bem antes do meu ciclo, e a entrega foi super rápida, então passei uns 20 dias ansiosa e ao mesmo tempo em pânico pensando em usar o bendito. Sempre ia no armário para dar uma olhadinha naquele pedaço de silicone transparente, molenga e que na minha cabeça era gigante para passar pela minha pepeka!

Até que o dia finalmente chegou, senti aquela cólica e pensei é AGORA! Fui lá fervi o bonito, olhei fundo nos olhos dele e falei: ou tu entra ou tu entra! Primeiro tentei sentada no vaso (pelo amor, cuidado para ele não cair!) e não deu nem um pouco certo! Resolvi então ir para minha cama, ficar bem relaxada e confortável, só faltou acender um incenso e colocar uma música pra embalar aquele momento tão intimo!

Veja também:  Os tipos perfeitos para evitar nos apps

Coloquei as pernas para o alto e paf, e não é que entrou!?  Pensei: foi fácil demais, esse treco não deve estar certo!

Dormi e acordei muito preocupada, pensando que tinha sujado todo o lençol e nada, nem uma gotinha! Fui no banheiro esvaziar e para a minha maior surpresa, tinha muuuuito menos sangue do que imaginei! Quase nada, e o cheiro? NENHUM!

A gente tem essa ideia de que a menstruação é algo sujo, fedorento! Mas na realidade, não tem praticamente cheiro! O que a deixa com aquele odor característico é o contato com o ar, mas como o sangue fica lá dentro da pepeka no coletor, não tem ar, porque é criado um vácuo! Incrível, não!?

Pois bem, os meus dias seguiram assim, eu sempre esperando uma mancha aqui e outra ali e nada! Ele ficou perfeito todos os dias (ainda tentando entender se foi sorte ou uma habilidade nata)!

Toda vez que ia colocar testava um dobra nova, pra ver qual era a mais fácil. Mas amiga tenho uma dica, nunca, NUNCA, em hipótese alguma puxem o cabinho sem tirar o vácuo, você não vai gostar da sensação!

Veja também:  Rede social adulta faz abaixo assinado contra a Copa

Por fim, minha primeira experiência com o copinho não podia ter sido melhor, senti que me permiti conhecer mais e melhor o meu corpo, e que ter um copo entre as pernas não é algo impossível, até porque você mal sente que ele está ali! Talvez o cabinho te incomode no início (pelo menos eu senti um pouco no primeiro dia), mas se com o tempo você não se acostumar, pode cortá-lo!

Agora saio indicando para todo mundo sobre as maravilhas dessa invenção nem tão moderna assim, porque pasmem ele é produzido industrialmente desde 1930, criado por uma mulher é claro!

Essa semana, vai ser o round 2, vamos ver se vai ser a mesma maravilha!

Gostou? Então compartilha com quem você ama! Caso tenha alguma sugestão ou dica, manda para nós por email ou pelo nosso IG. Aliás ficaremos muito felizes de você fazer parte desse espaço maravilhoso de apoio e troca de energia boa que é nosso espaço. Vem! Juntas somos mais fortes!

Beijocas!
Mari

Um comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *