5 dicas infalíveis para uma boa masturbação feminina

Masturbação feminina já não é mais tabu para muita gente, porém ainda tem mulheres que sofrem com o isso e não sabem como fazer para conhecer melhor o seu corpo e ter orgasmos maravilhosos. Confira dicas!

5 dicas infalíveis para uma boa masturbação feminina

Masturbação feminina já não é mais tabu para muita gente, porém ainda tem mulheres que sofrem com o isso e não sabem como fazer para conhecer melhor o seu corpo e ter orgasmos maravilhosos.

Por isso, a Mayumi Sato levou uma especialista no assunto, a Rayssa Gimenes, do Blog Garota Molhada, para dar 5 dicas de masturbação feminina para aquela siririca sair do jeito que a gente merece. Olha só! Anote tudo com carinho e coloque já em ação, viu?

1) Cuidar do nosso cérebro é essencial

Antes de qualquer coisa, é importante estar com a mente em dia. Isso porque o nosso cérebro é o nosso principal órgão sexual, pois é dele que vem a nossa libido, ele é o responsável por mandar todos os comandos para o nosso corpo. Ou seja, é importante cuidar da nossa cabecinha, deixá-la relaxada, sem stress e neuras e estar bem consigo mesma, sem tabus sobre a masturbação. Se não, nada vai fluir e você não vai conseguir.

“Primeiro a gente precisa tirar esse tabu da masturbação feminina da mente, de fato, destravar a cabeça. Se você tem uma coisa muito forte ou contra a masturbação que você não consegue de jeito nenhum nem pensar no assunto, recomendo que você procure um especialista, um terapeuta sexual que pode te ajudar bastante nesse momento. É super importante”, explica Rayssa. Pode ter certeza que, a partir do momento em que o tabu estiver quebrado, você terá mais prazer na siririca!

2) Conhecer a sua vulva

Conhecer o nosso corpo é essencial antes de qualquer prazer! É mega importante conhecer, principalmente, a nossa vulva e saber como ela é, porque não existe um padrão. Cada uma tem o seu corpo e cada um funciona de um jeito diferente na hora da masturbação feminina. “Se você nunca viu a sua vulva, como você vai saber onde você vai tocar? Pega um espelhinho, põe na frente da sua vulva, olha e vai tocando”, comenta Rayssa. Mas é verdade, não? Se conhecendo melhor, a gente entende onde tem mais prazer e o que mais funciona para nós.

Tem lugar que só da gente encostar, a gente sente um super calafrio. E todo esse autoconhecimento do corpo fará toda a diferença na hora da transa, pois você saberá conduzir o seu parceiro (a) a fazer a coisas que você gosta, que te dão prazer e te levarão ao orgasmo.

3) Crie um clima com você

Não adianta falar só “ah hoje vai” e pronto, partir pra siririca. Não é bem assim que funciona. Pode até funcionar, mas não vai ser a melhor forma de ter prazer e chegar lá. A gente precisa criar um clima com a gente mesmo. Por exemplo, leia um conto erótico, tome um banho e passe um hidratante gostoso no corpo, coloque uma meia luz e aí você não vai direto ao ponto, vai devagar e explore tudo o que for possível. Comece a passar a mão no corpo, acariciar o clitóris e outras partes, sinta as sensações. E depois que a gente criar esse clima, a gente vai para a próxima dica de masturbação feminina, que você confere no vídeo do Sexlog TV aqui embaixo!

comentários

  1. Boa tarde!
    Tenho 34 anos e tive a minha primeira ejaculação a 3 semanas, não sabia que era possível e nos filmes quando assistia achava mentira

  2. Olá! Sou nova nesse assunto de masturbação, nunca tive muita intimidade comigo mesma e nunca achei muita graça na masturbação, também nunca tive o ápice do prazer em uma transa. Já faz um tempinho que estou tentando me masturbar e hoje mesmo consegui. Soltei o tão sonhado squirt, achei que seria o maior prazer do mundo, porém não senti nada. Alguém pode me explicar o que aconteceu? pq não senti prazer soltando o squirt?

  3. Acho um desperdício mulher obter orgasmo via masturbação.Mulher tem que sentir prazer e gozar sendo abraçada, apalpada, tocada, lambida, chupada, mordiscada, mamada, penetrada de todas as formas sentindo os corpos grudados.
    Há algumas mulheres que não sentem tanto prazer no primeiro squirting, principalmente quando é inesperado, talvez porque o fato de ser algo desconhecido cause estranheza.
    homemfetichetarado@gmail.com
    Venha compartilhar prazer e ejacular grudadinha comigo

    • Seu comentário foi tão machista e tão vazio de conteúdo que eu cheguei a avaliar se valia a pena perder meu tempo te repondendo...
      Concluí que vale a pena te responder porque, parafraseando Angela Davis, não basta não sermos machistas, temos que ser antimachistas.
      Mulher pode e deve gozar da forma que bem entender! Com a mão, com um vibrador, com outra mulher, com um homem, com cosméticos... Da forma que bem entender!
      Alguém alguma vez já fez um manual de como os homens devem gozar? Estranho o contrário acontecer né?
      O que exatamente te confere autoridade para endossar ou refutar os meios pelos quais a mulherada atinge o orgasmo?
      Já passamos há muito tempo da época em que homem opinava sobre o que fazemos ou deixamos de fazer com nossos corpos. Você (ou qualquer outro homem) não tem direito nenhum de dizer como uma mulher deve sentir prazer. Dá-me profunda melancolia encontrar um homem que acha que entende mais de mulher do que as próprias mulheres.
      Homens como você não gostam de mulher. Gostam de b*ceta. E se lamentam por que elas vêm com um corpo em volta não é mesmo? Homens que gostam verdadeiramente de mulheres as valorizam como um todo, respeitando-as em seus ideais de igualdade, em suas forças e plenitudes. Homens que gostam verdadeiramente de mulheres as encorajam a se descobrirem, a se enaltecerem e se sentirem plenamente capazes em absolutamente tudo (inclusive na hora do gozo)!
      Por favor, exercite um pouco mais o respeito, a empatia e vá estudar sobre a causa feminista. Bem vindo ao século XXI.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *