Mansplaining, ou o óbvio que não precisa ser dito!

mansplaining

– No Trabalho/Relacionamentos/Interior

Se você alguma vez na vida já fez terapia e se queixou sobre algum tipo de ruído na comunicação com alguém, seja parceirx, amigx, parente ou companheirx de trabalho, é possível já ter ouvido de sua/seu terapeuta que o “óbvio tem que ser dito”. Ok, muitos problemas poderiam ser evitados numa relação entre pessoas se todo mundo tivesse frequentado 2 anos de treinamento da paciência/clareza da fala no Tibet, e conseguisse ser claro e objetivo 100% do tempo! Mas nem sempre o óbvio vem acompanhado de uma boa intenção na clareza do entendimento, e é disso que se trata o pouco debatido Mansplaining.

Mansplaining é um termo em inglês que vem da junção das palavras man (Homem) e explaining (explicação) e é basicamente um homem explicar/descrever detalhada e didaticamente algo para uma mulher, partindo do princípio que, por ela ser mulher, não compreende ou conhece determinado assunto. Ou pior, um homem querer apropriar-se de um assunto referente à natureza da mulher, e de forma a se sentir superior a ela,  tentar de alguma forma fazê-la enxergar aquele assunto de outra maneira, diferente da visão que ela já tem.

Ahhhh, tá se familiarizando né? Usei a página do Ateliê (@_marianasantoro_), que é um lugar super especial onde sempre rolam debates, apoio e troca de energia boa entre mulheres, para fazer uma breve pesquisa dos tipos mais comuns de Mansplaining que a maioria já passou! E num é que eu já tinha passado quase todos!?

1 – O famoso futebol:  Quem nunca passou por uma breve “aula” sobre impedimento ou então sobre o homem de amarelo ser o juiz, e não fazer parte de nenhum dos dois times? – Jura gênio? Achei que ele fosse uma espécie de indeciso que não sabe pra que lado ir.

Veja também:  'Mamilos Livres': projeto que começou sobre o câncer de mama hoje atua pela igualdade de gênero

2 – Carro e a necessidade do copiloto: Quantos homens ao sentar no banco do copiloto de um carro não incorporam o manual de instruções e passo a passo vão ditando tudo que deve ser feito e como deve ser feito durante uma viagem? – Afinal de contas devo ter comprado minha carteira…

3 – Graças a deusa você esta aqui, senão essa barata maligna teria devorado meus ossos! – Sim, existem homens que explicam sua importância fundamental na vida de uma mulher com a seguinte pergunta “quem mataria as baratas?”. Resposta simples né?

4 – TPM é a desculpa perfeita! Já teve aquela DR que o boy simplesmente vira para vc e coloca a culpa de tudo na TPM, tentando explicar que vc não está consciente do que está fazendo? – Amigo, enquanto vc ainda via desenho na TV eu já tava tendo que lidar com isso!

5 – “Mulher adora ser chamada de gostosa”! – Sim nobre sábio, nos explique como nos sentimos sofrendo assédio, afinal tudo que vc faz é pq estamos pedindo, né?

6 – Eu não sabia, mas provavelmente existe alguma faculdade que forme no curso “comentarista de propaganda”, afinal esse profissional que parece se achar extremamente requisitado, vira e mexe, aparece para explicar o conteúdo de um simples anúncio de TV.

7 – Existe uma lei no mundo do mansplaining que seu diploma de especialista em algo de nada serve caso o indivíduo do sexo oposto queira debater sobre esse assunto contigo! “Mari, maçarico serve para soldar!” Eu sei, estudei isso.

Veja também:  Me dá a mão, me abre o seu coração irmã

8 – “Essa cerveja é amarga, vc não vai gostar!” – Desde quando vc se tornou especialista em papilas gustativas, e sua dissertação do mestrado foi sobra as minhas?

9 – “O que vc quer dizer é…” – Amor, não passe essa vergonha, vc quer me explicar o que eu quero dizer?

10 – A gota d’água, quase uma metalinguagem…um homem explicar para uma mulher o que é Mansplaining. – Só para, por favor!

É claro que o mansplaining não é uma característica generalizada nos homens, mas é um deslize que por convenção social a grande maioria, mesmo que involuntariamente, pode reproduzir! Tem alguém no seu ciclo social que esteja praticando? Chama, conversa e mostra que não é legal! Tenho esperança na humanidade de que boa parte não faz por mal, só propaga um comportamento da nossa sociedade patriarcal. Da mesma forma não podemos mais encarar o mansplaining como um machismo de leve do dia a dia, juntas temos que nos posicionar e não mais aceitar esse tipo de condição!

Gostou mana? Então compartilha com quem você ama! Caso tenha alguma sugestão ou dica, manda para nós por email ou pelo nosso Instagram (@_marianasantoro_). Aliás ficaremos muito felizes de vc fazer parte desse espaço maravilhoso de apoio e troca de energia boa que é nossa rede. Vem! Juntas somos mais fortes!

Beijocas!

Mari

Um comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *