O que rola em uma festa liberal e como participar

Ser livre para o que bem quiser. Ser livre para se expressar. Ser livre para ser você sem julgamentos. Ser livre para se vestir como bem quiser. Fazer o que bem quiser. Mas sempre respeitando o próximo. Essa é uma festa liberal.

O que rola em uma festa liberal e como participar

Ser livre para o que bem quiser. Ser livre para se expressar. Ser livre para ser você sem julgamentos. Ser livre para se vestir como bem quiser. Fazer o que bem quiser. Mas sempre respeitando o próximo. Essa é uma festa liberal.

Você já ouviu falar sobre festas liberais? Elas normalmente são festas mais fechadas e diferentonas. Com isso em vista, a Mayumi Sato resolveu levar o Marcelo D’Avilla para falar mais sobre o assunto no Sexlog TV. Vem ver!

Tudo sobre festa liberal

As festas liberais são voltadas para um público totalmente diversificado, o qual não há nenhum tipo de julgamentos. “Quer transar? Transa! Quer não transar? Não transa. Quer ficar de roupa, fica de roupa. Quer ficar de lingerie, fica de lingerie. Quer se montar de drag, fica à vontade. Quer ficar de burca, fica. Quer ficar no canto escuro sem ninguém ver, fica também. É livre para o que quiser e ser quem você quiser”, comenta Marcelo sobre as festas.

Marcelo D’Avilla é artista, performer do corpo e produtor cultural. É ele quem está por trás das algumas famosas festas liberais, como a Pop Porn e a Dando. São festas que celebram a sexualidade positiva, onde não há qualquer tipo de olhares, tudo sempre sem julgamentos.

Ah, e a festa liberal está ligada também com a prática de swing, que é a prática de troca de casais por uma noite. Casais estáveis mantêm relações sexuais com outros casais, sejam conhecidos ou não, e a troca de casais só acontece se todo mundo concordar. Durante a troca, o parceiro “oficial” fica sempre ali observando a transa da parceira.

Para frequentar uma festa liberal ou ir atrás da prática de swing é importante o casal ter um relacionamento sem crise e de total confiança, para não gerar problemas nesses locais, seja ciúmes ou coisas do tipo pois envolve trocas de carinho e sexo com outras pessoas, bem ali na sua frente. Afinal, ao invés de esquentar a relação, você pode acabar se distanciando ainda mais com ciúmes e desentendimentos. Por isso, a prática é legal somente com casais bem entendidos que querem apimentar a relação.

Ficou interessada sobre o assunto? Assista o vídeo completo no Sexlog TV:

banner_728banner_728banner_728banner_728

Um comentário

  1. Quero muito fazer esse tipo de eventos em bh tenho possibilidades mais gostaria de mais dialogo já até fui em algumas quero agora um diferencial...
    Quem quizer participar com total descrição externa tô aqui

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *